Uncategorized

Liebster Award

September 11, 2014

liebster-logo

Gente, o Naonde? ganhou o seu primeiro prêmio na interwebz! Prêmio esse, inclusive, que eu nem sabia que existia até a minha nomeação – é, eu sou uma blogueira de meia pataca mesmo… Fui indicada para o Liebster Award pela Nat e o Rob, que escrevem o delicioso Love and Road. Muito obrigada, queridos!

A brincadeira é a seguinte:

1. Em primeiro lugar é preciso agradecer a quem te indicou e colocar um link para o blog deles no seu blog;

2. Responder à entrevista com 11 perguntas;

3. Indicar de 5 a 11 novos blogueiros de viagem com menos de 500 seguidores no Twitter e que você incríveis;

4. Fazer uma lista com 11 perguntas para os blogs que você nomeou;

5. Colocar o logo do Prêmio Liebster no seu blog;

6. Listar estas regras junto com o post e a lista de perguntas.

Às perguntas, então:

1) O que incentivou você à viajar?

A melhor resposta que eu posso dar a esta pergunta é que não havia nada que me incentivasse a ficar onde eu estava. Eu não tinha absolutamente nada a perder se saísse de Campinas, mas eu tinha um mundo inteiro a perder se eu não saísse.

2) O que foi mais difícil de deixar pra trás antes de começar a viagem?

Sakura

Sem sombra de dúvidas, o mais difícil de deixar pra trás foram os meus peludos. Sinto falta deles todo dia o tempo todo.

3) Qual é a sua lembrança de viagem favorita?

Minha mãe apertando a minha mão dentro do avião na primeira vez que viajei pra fora do Brasil e falando: “A parte que eu mais gosto é a decolagem!”. Bom, essa continua sendo minha parte preferida de todas as viagens que já fiz.

4) Qual a coisa mais engraçada que já aconteceu em uma viagem?

Em 2007 fiz uma viagem pela Europa com minha amiga Adriana e passamos apenas uma noite em um albergue em Milão, como estávamos meio cansadas resolvemos que não íamos sair naquela noite e como precisávamos de roupas limpas ficamos na lavanderia do albergue jogando conversa fora. Nisso entra um sujeito esquisitíssimo, todo vestido de preto, com uma camisa e uma calça e vai até o tanque, apenas ensopa as roupas sem colocar um pingo de sabão, dá uma esfregadinha, não torce e coloca pra secar num varal improvisado. A gente começa olhar praquela cena toda e rir muito da maneira como ele “lavava” as roupas, que só iam ficar com um cheiro de cachorro molhado na melhor das hipóteses. O mais engraçado é que ele voltava a cada cinco minutos pra ver se as peças já estavam secas, o detalhe é que elas estavam tão molhadas que pingavam!

5) A pior coisa que já aconteceu em uma viagem?

Precisar voltar pra casa antes de querer, só porque a passagem já estava comprada.

6) Quando você decidiu começar a escrever o Blog e como foi a escolha do nome?

Decidi começar a escrever no meio de 2013, mas entre decidir e começar foram aí uns 3 meses. Quanto ao nome, bom, toda vez que eu voltava de uma viagem já vinha alguém me perguntar: “E pra onde é a próxima?”, fiquei com isso na cabeça. Saber pra onde eu vou é uma coisa que desperta a curiosidade das pessoas que me conhecem, então pensei que um nome relacionado a isso talvez fosse bem adequado. Junto com isso havia a brincadeira que eu e umas amigas sempre fazíamos com o fato de muita gente confundir ondeaonde e o fato de mais gente ainda usar naonde, que é uma palavra que simplesmente não existe. E foi assim que o Naonde? nasceu.

7) O que você não gosta em blogar?

A coisa que eu menos gosto é da dor que eu sinto no ombro esquerdo por causa do touchpad do computador. Acho que o maior problema deve ser a minha postura mesmo, mas eu sou simplesmente incapaz de usar o touchpad com a mão direita, então não consigo nem alternar as mãos e fico sofrendo com a dor no ombro esquerdo.

Também preciso confessar que às vezes tenho uma certa preguiça de editar fotos…

8) Como você financia suas viagens?

Ângela Goldstein

Do ponto de vista dos meus alunos.

Eu sou professora de inglês e, desde a época em que morava no Brasil, tinha alguns alunos pelo Skype que ainda mantenho aqui da Tailândia, além de algumas traduções. Em Phi Phi trabalho como guia de snorkel e logo mais devo começar a trabalhar como divemaster também. Um dia espero poder falar que consigo financiar grande parte das viagens com o blog.

9) Uma dica preciosa de viagem:

Leia guias, blogs, livros, veja filmes sobre o destino que você quer visitar, planeje sua viagem, enfim. Mas mantenha este planejamento flexível, afinal de contas você pode sempre mudar de idéia e querer ficar mais ou menos tempo em algum lugar.

10) Você viaja sozinho ou acompanhado? Por quê?

Eu viajo, na maior parte do tempo, sozinha. Em primeiro lugar porque eu gosto de viajar sozinha, posso fazer as coisas no meu ritmo, do meu jeito, na hora que eu quero e sem precisar negociar com mais ninguém; é meu ladinho egoísta. Mas também gosto de viajar acompanhada e, graças a D’us, tenho ótimos amigos que são grandes companheiros.

11) Qual lugar incrível você gostaria de manter escondido só para você?

jalapão

O Jalapão, no Tocantins. Não gostaria de manter escondido só para mim, mas gostaria que se mantivesse como é, ainda bruto e selvagem.

Os meus indicados:

1. Da Porta Pra Fora @DaPortaPraFora

2. A Natalya do Vivendo em Brno

Aqui vou ter que roubar e indicar apenas dois blogs novos de viagem, todos os outros que eu conheço e gostaria de indicar já têm mais de 500 seguidores no Twitter…

As minhas perguntas são:

1. Qual o grande barato de viajar?

2. O que não pode faltar na sua mala de jeito nenhum?

3. Qual seu melhor causo de viagem?

4. Um destino exótico ainda a conhecer.

5. Um destino clichê que não pode faltar na lista de um viajante que se preze.

6. Você prefere provar comidas diferentes ou sempre sai em busca de um restaurante que sirva pratos mais conhecidos?

7. Comer no McDonald’s em outro país; um pecado capital ou perdoável?

8. Qual a melhor dica de viagem que você já deu ou recebeu?

9. Qual seu meio de transporte preferido para viajar?

10. Você prefere viajar mais lenta ou rapidamente?

11. Viajar sozinho ou acompanhado? Por quê?

You Might Also Like

No Comments

Digaí!